Ainda não tem acesso? Estude com a gente! Matricule-se
Ainda não tem acesso? Estude com a gente! Matricule-se

Could you help me choose a present for my girlfriend?

Por que não usar o "Could you help me (to) choose a present (to) my girlfriend?

2 respostas

Olá Paulo,

Conforme vimos lá no curso Básico, o verbo "to help" quando usado juntamente com outro verbo (aqui, "to choose"), é um caso especial, onde podemos usar o segundo verbo tanto na forma com ou sem o "to". É uma questão de escolha do falante, mas é bem frequente a omissão do "to" nesses casos.

Adicionei essa Nota Gramatical nesta aula também para relembrarmos, obrigado :)


Quanto à diferença entre "for" e "to", essa é uma dúvida comum e realmente costuma causar bastante confusão mesmo em níveis mais avançados.

No geral, o "for" é usado quando fazemos algo "por/para alguém", ou seja, a pedido da mesma ou no lugar da mesma. Então podemos ter algo como

  • I signed the contract for you. (Eu assinei o contrato para/por você.)

Essa frase pode indicar que eu assinei o contrato no seu lugar a pedido seu, ou também que eu fui pelas suas costas e assinei o contrato ilegalmente sem você saber, quando na verdade você teria que tê-lo assinado.

Também pode ser usado no contexto de um presente com o sentido do propósito desse presente:

  • I have a gift for you. (Eu tenho um presente para você.)

Essa frase é correta e o "para você" aqui tem um sentido mais neutro, sendo implícito o propósito em si já que quando damos um presente, o propósito costuma já estar claro, que é para o uso da pessoa, ou para o benefício dela, para a alegria dela, etc.

Já o "to" costuma ter o sentido de enfatizar o receptor de uma ação:

  • I have a gift to you. (Eu tenho um presente para você.)

Essa frase também é correta, mas a nuance aqui está em destacar que o presente vai sair das minhas mãos e ir para as mãos do receptor.

Abraços!

Ok Fabrício, gostei de ambas as repostas. Mas o to e for, são bem estranhos mesmo. Vejo em muito casos o uso de for, no que para mim seria to. Mas idioma é assim mesmo, temos que nos adaptar. A língua é o que ela é, e fim de papo. Rs. obrigado abs