Ainda não tem acesso? Estude com a gente! Matricule-se
Ainda não tem acesso? Estude com a gente! Matricule-se

Solucionado (ver solução)

por que foi usado "muy" ao invés de "mucho"?

por que foi usado "muy" ao invés de "mucho"?

1 resposta
solução

Olá Maria,

Essa é uma confusão comum em espanhol e a razão é gramatical, porque em português só temos uma palavra para isso: "muito", que serve tanto como adjetivo quanto como advérbio.

Já em espanhol eles têm duas palavras: "muy", que é um advérbio, e "mucho", que pode ser adjetivo ou advérbio.

Mas esquecendo os termos técnicos, é mais fácil aprender quando usamos cada uma delas:


Muy:

Pode vir junto com um adjetivo, para intensificá-lo:

  • Juan es muy alto.
  • Estoy muy cansado.

E pode vir com outros advérbios também:

  • Ella habla muy rápido.
  • Hablas español muy bien.

Ela nunca vai ser usada sozinha, sempre vai acompanhar algo. Sua forma nunca muda, nem gênero, nem plural, nem nada.


Mucho:

Pode ter a função de adjetivo e vir junto com um substantivo, aí podendo mudar de acordo com o gênero ou o plural:

  • Tengo mucho trabajo.
  • Hay muchas personas aquí.
  • Tienes muchos amigos.
  • Tu novio tiene mucha paciencia.

Pode também ter a função de advérbio vindo depois de um verbo, para intensificá-lo:

  • Te amo mucho.
  • Comí mucho.
  • Trabajas mucho.

E lembre que eu disse que o "muy" não pode vir sozinho? Imagine um diálogo:

  • ¿Estás cansado?
  • Sí, mucho.

Você poderia se perguntar "Ué, mas 'cansado' é um adjetivo, não deveria usado o 'muy' então?"

Sim, se ele estiver junto com o adjetivo. Se estiver sozinho, usa-se o "mucho". Assim, podemos dizer tanto:

  • ¿Estás cansado?
  • Sí, muy cansado.

Ou:

  • ¿Estás cansado?
  • Sí, mucho.

Com isso você já consegue cobrir todos os usos de uma ou da outra palavra :)

Abraços!